OUTRO
21 mai

CELUI QUI TOMBE

Yoann Bourgeois (França)
Sala Luis Miguel Cintra
domingo 17h30 e 21h

Sinopse

NOVO CIRCO – ESTREIA NACIONAL
20, 21 mai
CELUI QUI TOMBE
Yoann Bourgeois (França)
Sábado, 21h; domingo 17h30 e 21h 
(nota: Devido a um problema técnico com a estrutura do cenário, a sessão de sábado, dia 20 às 21h foi cancelada. Há sessão extra domingo às 21h)
Sala Luis Miguel Cintra
Público-alvo: > 8 anos
A classificar pela CCE
Idioma: Sem palavras
€12 - €15 (com descontos €5 - €10,50)
duração: 1h10 

EXCERTO VÍDEO


Seis artistas desafiam as leis da gravidade, tentam manter o equilíbrio numa plataforma imponente, suspensa, que se inclina, roda, balança e se eleva. Não controlam o que lhes acontece. A única forma de resistir é através de movimentos ágeis. Perante tal instabilidade, corpos sobem, trepam, penduram-se e caem, juntos e separados, nesta perigosa dança de sobrevivência. Yoann Bourgeois é como um marionetista gigante e cheio de humor, que opera os fios de uma enorme plataforma, tapete voador ou carrossel infernal, que impulsiona os corpos até aos limites da queda. Um espetáculo vertiginoso e deslumbrante.

Conceção, encenação e cenografia: Yoann Bourgeois; Assistido por: Marie Fonte; Olhar exterior: Julien Clément, Boris Lozneanu, Vincent Weber; Interpretação: Mathieu Bleton, Julien Cramillet, Marie Fonte, Dimitri Jourde em alternância com Jean-Baptiste André, Elise Legros, Vania Vaneau em alternância com Francesca Ziviani; Desenho de luz: Adèle Grépinet; Desenho de som: Antoine Garry; Figurinos: Ginette; Realização cenográfica: Nicholas von der Borch, Nicolas Picot, Pierre Robelin; Direção técnica: David Hanse; Direção de cena: Pierre Robelin / Alexis Rostain; Operação de luz: Magali Larché / Julien Louisgrand; Operação de som: Benoît Marchand; Produção: Cie Yoann Bourgeois; Produção delegada: Centre chorégraphique national de Grenoble.

Coprodução: MC2: Grenoble, Biennale de la danse de Lyon, Théâtre de la Ville – Paris, Maison de la Culture de Bourges, L’hippodrome - Scène Nationale de Douai, Le Manège de Reims - Scène Nationale, Le Parvis - Scène Nationale de Tarbes Pyrénées, Théâtre du Vellein, La Brèche - Pôle national des arts du cirque de Basse-Normandie/Cherbourg-Octeville, Théâtre National de Bretagne - Rennes

Apoio à companhia: DRAC Rhône-Alpes, Région Rhône-Alpes
A Companhia Yoann Bourgeois é subsidiada pela cidade de Grenoble e tem o apoio da Fondation BNP Paribas; Yoan Bourgeois é artista associado da MC2: Grenoble

Coapresentação: Teatro Municipal do Porto – Rivoli. Campo Alegre e São Luiz Teatro Municipal com o apoio do Instituto Francês

Sinopse

NOVO CIRCO – ESTREIA NACIONAL
20, 21 mai
CELUI QUI TOMBE
Yoann Bourgeois (França)
Sábado, 21h; domingo 17h30 e 21h 
(nota: Devido a um problema técnico com a estrutura do cenário, a sessão de sábado, dia 20 às 21h foi cancelada. Há sessão extra domingo às 21h)
Sala Luis Miguel Cintra
Público-alvo: > 8 anos
A classificar pela CCE
Idioma: Sem palavras
€12 - €15 (com descontos €5 - €10,50)
duração: 1h10 

EXCERTO VÍDEO


Seis artistas desafiam as leis da gravidade, tentam manter o equilíbrio numa plataforma imponente, suspensa, que se inclina, roda, balança e se eleva. Não controlam o que lhes acontece. A única forma de resistir é através de movimentos ágeis. Perante tal instabilidade, corpos sobem, trepam, penduram-se e caem, juntos e separados, nesta perigosa dança de sobrevivência. Yoann Bourgeois é como um marionetista gigante e cheio de humor, que opera os fios de uma enorme plataforma, tapete voador ou carrossel infernal, que impulsiona os corpos até aos limites da queda. Um espetáculo vertiginoso e deslumbrante.

Conceção, encenação e cenografia: Yoann Bourgeois; Assistido por: Marie Fonte; Olhar exterior: Julien Clément, Boris Lozneanu, Vincent Weber; Interpretação: Mathieu Bleton, Julien Cramillet, Marie Fonte, Dimitri Jourde em alternância com Jean-Baptiste André, Elise Legros, Vania Vaneau em alternância com Francesca Ziviani; Desenho de luz: Adèle Grépinet; Desenho de som: Antoine Garry; Figurinos: Ginette; Realização cenográfica: Nicholas von der Borch, Nicolas Picot, Pierre Robelin; Direção técnica: David Hanse; Direção de cena: Pierre Robelin / Alexis Rostain; Operação de luz: Magali Larché / Julien Louisgrand; Operação de som: Benoît Marchand; Produção: Cie Yoann Bourgeois; Produção delegada: Centre chorégraphique national de Grenoble.

Coprodução: MC2: Grenoble, Biennale de la danse de Lyon, Théâtre de la Ville – Paris, Maison de la Culture de Bourges, L’hippodrome - Scène Nationale de Douai, Le Manège de Reims - Scène Nationale, Le Parvis - Scène Nationale de Tarbes Pyrénées, Théâtre du Vellein, La Brèche - Pôle national des arts du cirque de Basse-Normandie/Cherbourg-Octeville, Théâtre National de Bretagne - Rennes

Apoio à companhia: DRAC Rhône-Alpes, Région Rhône-Alpes
A Companhia Yoann Bourgeois é subsidiada pela cidade de Grenoble e tem o apoio da Fondation BNP Paribas; Yoan Bourgeois é artista associado da MC2: Grenoble

Coapresentação: Teatro Municipal do Porto – Rivoli. Campo Alegre e São Luiz Teatro Municipal com o apoio do Instituto Francês

Críticas

Não existem críticas.

Preçário

0

Descontos

50% 
Cartão Maria&Luiz
Menores de 30 Anos (1ª Plateia; Camarotes Centrais e 1º Balcão Central)
Maiores de 65 anos, pessoas com deficiência e acompanhante, desempregados,estudantes, profissionais do espetáculo, funcionários da CML e Empresas Municipais 

30% 
Grupos de 10 pessoas ou mais

20% 
Protocolos e acordos

€5
Menores de 30 Anos (2ª Plateia; Frisas; 2º Balcão e Camarotes de 2ª)

Nota: É favor fazer-se acompanhar de um documento que comprove o desconto à entrada.

Comentários

Não possui comentários. Envie o Seu !

stqqssd
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
 
BILHETEIRA
 
bilheteira@teatrosaoluiz.pt
Tel.  (+351) 213 257 650
Todos os dias, das 13h às 20h
Siga-nos no: facebook