MAIS NOVOS
19 – 23 abr

ASAS DE PAPEL

De Ainhoa Vidal
Sala Mário Viegas
Quarta a sexta, 10h30 e 14h30 – escolas Sábado e domingo, 11h e 16h – famílias

Sinopse

DANÇA
19 – 23 abr
ASAS DE PAPEL
De Ainhoa Vidal
Quarta a sexta, 10h30 e 14h30 – escolas
Sábado e domingo, 11h e 16h – famílias
Sala Mário Viegas
Público-alvo: 3 > 5 anos 
M/3
€3 crianças; €7 adultos


23 abr, 11h – sessão descontraída

Esta é a história de um instante, um segundo, uma fratura do tempo, do momento em que tudo saltou, tudo voou, tudo desapareceu. 
Mas não há final sem início, nem início sem final e como em todas as histórias não há protagonista sem aventura nem aventura sem acidente. Sabem que saltar é voar e aterrar é chegar. Sabem que ao olhar para cima olhamos para trás e que o tempo nunca é uma coisa linear, como uma linha nunca é uma linha se não uma sucessão de acontecimentos, e disso, dos acontecimentos iremos falar. Agora sigam-me, sem medo e sem pausa, atirem-se para o vazio do voo e deixem-me levar a mochila da aventura. Vamos. 
Ainhoa Vidal

Criação: Ainhoa Vidal; Música: Pedro Gonçalves; Cenografia: Carla Martínez e Ángel Ruiz Orozco; Desenho de luz e vídeo: João Cachulo; Operação de luz, som e vídeo: João Cachulo e Gonçalo Alegria; Apoio ao texto: Inês Rosado; Produção: Sara Simões, Produtores Associados

Residência artística - Câmara Municipal da Moita / Centro de Experimentação Artística (Vale da Amoreira)/ Artemrede
Em colaboração com Jl Santo Condestável e Jardim Infantil Pestalozzi

Agradecimento a todas as crianças que ajudaram a criar a dramaturgia, história e movimento deste espectáculo. Agradecimento: GAU – Galeria de Arte Urbana – Direcção Municipal de Cultura da CML; 

Uma encomenda São Luiz Teatro Municipal em co-produção com Centro de Arte de Ovar  

Sinopse

DANÇA
19 – 23 abr
ASAS DE PAPEL
De Ainhoa Vidal
Quarta a sexta, 10h30 e 14h30 – escolas
Sábado e domingo, 11h e 16h – famílias
Sala Mário Viegas
Público-alvo: 3 > 5 anos 
M/3
€3 crianças; €7 adultos


23 abr, 11h – sessão descontraída

Esta é a história de um instante, um segundo, uma fratura do tempo, do momento em que tudo saltou, tudo voou, tudo desapareceu. 
Mas não há final sem início, nem início sem final e como em todas as histórias não há protagonista sem aventura nem aventura sem acidente. Sabem que saltar é voar e aterrar é chegar. Sabem que ao olhar para cima olhamos para trás e que o tempo nunca é uma coisa linear, como uma linha nunca é uma linha se não uma sucessão de acontecimentos, e disso, dos acontecimentos iremos falar. Agora sigam-me, sem medo e sem pausa, atirem-se para o vazio do voo e deixem-me levar a mochila da aventura. Vamos. 
Ainhoa Vidal

Criação: Ainhoa Vidal; Música: Pedro Gonçalves; Cenografia: Carla Martínez e Ángel Ruiz Orozco; Desenho de luz e vídeo: João Cachulo; Operação de luz, som e vídeo: João Cachulo e Gonçalo Alegria; Apoio ao texto: Inês Rosado; Produção: Sara Simões, Produtores Associados

Residência artística - Câmara Municipal da Moita / Centro de Experimentação Artística (Vale da Amoreira)/ Artemrede
Em colaboração com Jl Santo Condestável e Jardim Infantil Pestalozzi

Agradecimento a todas as crianças que ajudaram a criar a dramaturgia, história e movimento deste espectáculo. Agradecimento: GAU – Galeria de Arte Urbana – Direcção Municipal de Cultura da CML; 

Uma encomenda São Luiz Teatro Municipal em co-produção com Centro de Arte de Ovar  

Críticas

Não existem críticas.

Preçário

1

Descontos

sem descontos

Comentários

Não possui comentários. Envie o Seu !

stqqssd
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    
 
BILHETEIRA
 
bilheteira@teatrosaoluiz.pt
Tel.  (+351) 213 257 650
Todos os dias, das 13h às 20h
Siga-nos no: facebook