TEATRO
28 a 30 setembro

Pulmões

De Ducan Macmillan. Encenação Luís Araújo
Sala Mário Viegas
Quinta e sexta, 21h; domingo, 17h30

Sinopse

Teatro
28 a 30 setembro

PULMÕES
De Ducan Macmillan
Encenação de Luís Araújo

Sexta e sábado, 21h; domingo, 17h30
Sala Mário Viegas
M/16
€12 (com descontos)


Luís Araújo encena Duncan Macmillan, dramaturgo inglês ainda pouco conhecido em Portugal, numa peça que encara de frente a geração millennial e as suas inquietações. Em cena, um casal na casa dos 30 anos discute, durante uma ida ao IKEA, a possibilidade de ter um filho e qual o impacto dessa decisão neles e no mundo – confrontando-os a eles e aos espectadores com a iminência de uma catástrofe que pode produzir consequências cataclísmicas. Não sendo explicitamente sobre mudanças climáticas, Pulmões fala de uma geração que, tal como o planeta, vive num estado de ansiedade e de incerteza económica, social, política e ambiental.

Encenação: Luís Araújo; Interpretação: Luís Araújo e Maria Leite; Tradução: Fernando Villas-Boas; Espaço cénico, Vídeo e Figurinos: António MV; Construção de cenografia: António Seabra; Desenho de iluminação: Nuno Meira; Sonoplastia: Pedro Augusto; Operação áudio: João André Lourenço; Assistência e operação de iluminação: Cláudia Valente; Fotografia e Design Gráfico: Sara Pazos; Produção Marca-d’água/Ana Carvalho, Inês Carvalho e Lemos, Sandra Carneiro  
 
Coprodução: Ao Cabo Teatro e Centro Cultural Vila Flor  

Sinopse

Teatro
28 a 30 setembro

PULMÕES
De Ducan Macmillan
Encenação de Luís Araújo

Sexta e sábado, 21h; domingo, 17h30
Sala Mário Viegas
M/16
€12 (com descontos)


Luís Araújo encena Duncan Macmillan, dramaturgo inglês ainda pouco conhecido em Portugal, numa peça que encara de frente a geração millennial e as suas inquietações. Em cena, um casal na casa dos 30 anos discute, durante uma ida ao IKEA, a possibilidade de ter um filho e qual o impacto dessa decisão neles e no mundo – confrontando-os a eles e aos espectadores com a iminência de uma catástrofe que pode produzir consequências cataclísmicas. Não sendo explicitamente sobre mudanças climáticas, Pulmões fala de uma geração que, tal como o planeta, vive num estado de ansiedade e de incerteza económica, social, política e ambiental.

Encenação: Luís Araújo; Interpretação: Luís Araújo e Maria Leite; Tradução: Fernando Villas-Boas; Espaço cénico, Vídeo e Figurinos: António MV; Construção de cenografia: António Seabra; Desenho de iluminação: Nuno Meira; Sonoplastia: Pedro Augusto; Operação áudio: João André Lourenço; Assistência e operação de iluminação: Cláudia Valente; Fotografia e Design Gráfico: Sara Pazos; Produção Marca-d’água/Ana Carvalho, Inês Carvalho e Lemos, Sandra Carneiro  
 
Coprodução: Ao Cabo Teatro e Centro Cultural Vila Flor  

Críticas

Não existem críticas.

Preçário

0

Descontos

€12 (com descontos)

Comentários

Não possui comentários. Envie o Seu !

stqqssd
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    
 
BILHETEIRA
 
bilheteira@teatrosaoluiz.pt
Tel.  (+351) 213 257 650
Todos os dias, das 13h às 20h
Siga-nos no: facebook